Sábado, 16 Dezembro 2017

Unidades de saúde de Juatuba intensificam conscientização sobre câncer de próstata

Publicado em Geral Terça, 10 Novembro 2015 12:58
Avalie este item
(0 votos)

Novembro Azul em Mateus Leme tem uma tarde de orientações neste sábado  

Na sequência do Outubro Rosa, direcionado principalmente às mulheres com ações educativas sobre o câncer de mama, agora é hora de intensificar a conscientização dos homens em relação à doença na próstata. Com esse propósito, ao longo deste mês é realizada simultaneamente em todo o mundo a campanha “Novembro Azul”. A mobilização começou no domingo, 1º, e segue com apoio de entidades médicas, Ministério da Saúde, governos estaduais e prefeituras, além de empresas que “abraçam” a causa e promovem diversas atividades. 

Em Mateus Leme, neste sábado, 07, a partir das 14 horas, o setor de regulação promove uma tarde de orientações na Casa de Cultura Cássia Afonso de Almeida, que fica na rua Meyer, 105, Vila Suzana. Haverá palestra de Henrique Transpaldini dos Reis, escritor nascido na cidade e reconhecido como símbolo de luta e resistência contra as doenças, além de apresentação musical com Marcelo Tofani e oficina de arte-terapia. A iniciativa engloba também as mulheres, que não tiveram programação especial na cidade do “Outubro Rosa”. 

Já no município de Juatuba, a mobilização será realizada durante todo o mês, em todas as unidades do Programa de Saúde da Família conforme contou à reportagem a servidora Idelene Alves, que é referência técnica de enfermagem do PSF. De acordo com elas, as ações foram ampliadas junto a grupos como os de atividades físicas e como a ideia é alertar para a importância do diagnóstico precoce, também foram ampliadas as consultas e exames disponibilizados. 

“Queremos atingir pelo menos 70% do público-alvo, que são os homens na faixa etária a partir dos 40 anos, idade em que a maioria trabalha. Por isso, os postos também vão oferecer atendimentos no sábado, de acordo com um cronograma que deve ser consultado pelos interessados. Ainda há preconceito sobre o toque, existe resistência, mas estamos procurando vencer essa barreira e hoje já é bem mais fácil do que há alguns anos”, frisa Idelene, ressaltante que para mais informações e agendamentos podem ser procuradas as unidades de saúde e agentes. 

O movimento surgiu na Austrália, em 2003, durante o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, em 17 de novembro. O foco é conscientizar os homens para que façam o exame, principalmente aos 50 anos, e mais ainda para aqueles que são do fator de risco, que envolve história familiar forte para a doença, além dos afrodescendentes. A principal preocupação é que a enfermidade não apresenta sintomas na fase inicial e quando começa a dar sintomas, já está avançada. O tipo de tumor mais frequente no sexo masculino tem cerca de 69 mil diagnósticos por ano no Brasil. 

 

Lido 780 vezes

Deixe um comentário

SUGESTÃO DE MATÉRIA

EDIÇÃO EM PDF ONLINE