Quinta, 19 Outubro 2017

Operação da Polícia Federal desarticula quadrilha acusada de fraudes no INSS

Publicado em Policial Segunda, 18 Setembro 2017 15:59
Avalie este item
(0 votos)

Na manhã desta quarta-feira, 13, foram detidos pela Polícia Federal integrantes de uma organização criminosa responsável por um esquema que pode ter causado um rombo de mais de R$ 2 milhões nos cofres públicos. A quadrilha atuava em Betim, no Rio de Janeiro e em três municípios da Bahia. A corporação prendeu oito pessoas, uma delas na cidade vizinha.

De acordo com a Polícia Federal, o grupo usava o nome de pessoas falecidas para realizar o cadastro no Instituto Nacional do Seguro Social – INSS - e receber os benefícios. Conforme as apurações, o bando “recriava” pessoas que haviam morrido na infância. Depois, com os nomes de adultos fictícios, faziam recolhimentos à Previdência Social, sempre em valores próximos ao teto de contribuição, criando, assim, a condição de segurados. Posteriormente, eles declaravam o falecimento das pessoas cadastradas para requerer pensões por morte perante o INSS.

Com essa operação, a Polícia Federal estima ter evitado um prejuízo futuro de aproximadamente R$ 15,6 milhões. Os investigados responderão por formação de quadrilha e estelionato, crimes com penas que ultrapassam dez anos de prisão.

 

Lido 24 vezes

Deixe um comentário

SUGESTÃO DE MATÉRIA

EDIÇÃO EM PDF ONLINE