Quinta, 19 Outubro 2017

Prefeitura coloca desenvolvimento do agronegócio na pauta de Serra Azul

Publicado em Política Segunda, 18 Setembro 2017 15:35
Avalie este item
(0 votos)

Está programada para a próxima sexta-feira, 22, em Serra Azul, uma reunião promovida pela Prefeitura de Mateus Leme e o grupo Agro, com o tema Gestão Agrícola. A proposta é identificar e debater as necessidades da região, para que sejam elaborados projetos de desenvolvimento da agricultura, de forma sustentável. O segmento é composto pelas atividades diretamente ligadas à agricultura e pecuária, sendo a base de sustentação da economia do distrito. 

O incentivo aos agricultores familiares é uma das metas apresentadas por este governo. O Município foi premiado recentemente no concurso “Boas Práticas da Agricultura Familiar para a Alimentação Escolar”, aberto em março deste ano, pelo Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação – FNDE, com a proposta de diagnosticar quais as prefeituras brasileiras alcançaram percentual mínimo de 30% de compra dos produtos para a merenda. Entre outros quesitos avaliados e que colocaram a cidade na dianteira em relação às outras da Região Metropolitana de Belo Horizonte, prestação de contas e cadastro de nutricionista responsável pela elaboração e acompanhamento do cardápio. A seleção teve 25 vencedores, a maioria do Sul do país e nenhuma outra da RMBH. 

Em Mateus Leme, a agricultura familiar atende aproximadamente oito mil alunos matriculados na rede municipal de ensino. 

Com ajuda da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural – Emater -, os próprios agricultores fretam caminhões que fazem o transporte da mercadoria. Em 2012, o Centro Colaborador em Alimentação e Nutrição Escolar da Universidade de Ouro Preto estimulou a criação de uma cooperativa para que houvesse formalização e maior organização por parte dos produtores. A entidade foi formada em 2013, o que permitiu a expansão das vendas para outras localidades, como Lagoa Santa, Vespasiano, Matozinhos, Belo Horizonte e também Betim, onde passou a ser pasteurizado o leite, adquirido pela Secretaria de Educação, assim como o feijão. Os dados divulgados pela Prefeitura mostram que os valores empregados na agricultura familiar crescem a cada ano. Em 2016, o montante foi de R$ 173.451,50, o que representou cerca de 79% dos repasses do FNDE, muito diferente dos R$ 5.487,49 gastos no primeiro ano. 

Lido 78 vezes

Deixe um comentário

SUGESTÃO DE MATÉRIA

EDIÇÃO EM PDF ONLINE