Sexta, 20 Outubro 2017

O Rotary de Mateus Leme e a Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, firmaram parceria para premiar os cinco melhores alunos da quinta série do ensino fundamental e os respectivos professores, durante o ano letivo de 2017. Por isso, nesta terça e quarta-feira, dias 05 e 06 de setembro, o prefeito Júlio Fares, o secretário de Educação, Márcio Santiago e o presidente do clube de serviços, José Antônio Oliveira, visitaram  dez escolas municipais com o objetivo de conferir a premiação. 

A proposta visa aumentar a autoestima dos alunos e professores, além de estimular o interesse e a participação de cada estudante pelo ato de aprender e se dedicar, aproximando e criando vínculos entre os envolvidos no processo de ensino-aprendizagem, além de valorizar o protagonismo entre o grupo de alunos. Despertar o olhar da família para o processo educativo também é uma das finalidades. 

Durante o ano, são verificados os cinco alunos que obtiveram os melhores resultados e que se destacaram por um comportamento positivo (comprometimento, responsabilidade, cordialidade e respeito) em cada instituição de ensino, sendo que a apuração é feita pela soma das notas obtidas nos bimestres. Outras visitas estão previstas para os próximos meses.  

A população do bairro Dona Francisca, em Juatuba, enfrenta muitos transtornos no dia a dia por causa da falta de infraestrutura. Um dos problemas está relacionado às condições das ruas, que são ainda “de terra”. A comunidade vive em situação precária e além da poeira e das dificuldades para trafegar pelas vias, os moradores reclamam da iluminação. As cobranças são para que o poder público tome atitude e execute projetos para melhorar a qualidade de vida no local, com obras de urbanização. 

Já está nas mãos da prefeita Valéria Aparecida dos Santos o estudo do sistema viário de Juatuba. De acordo com o secretário de Planejamento e Coordenação, Júlio Cezar Gomes, o trabalho permitiu a análise da situação em que se encontram as ruas da cidade, como, por exemplo, quais não são pavimentadas; as condições de iluminação, dos sistemas de drenagem de água e esgoto; entre outras questões importantes, referentes à infraestrutura e urbanismo. 

O gestor comenta que, com base nas informações levantadas, todos os setores da administração terão o suporte para elaborar estratégias necessárias ao desenvolvimento do município. “Para cada secretaria essa análise tem uma finalidade. E servirá para elaboração do Plano de Mobilidade Urbana e posteriormente para a municipalização do trânsito. Já descobrimos até ruas que nem têm nome”, explicou Júlio Cezar. 

Ele ressaltou ainda que o sistema viário está em constante mudança e por isso, o relatório pode receber dados complementares. A medida faz parte do projeto de modernização e eficientização dos serviços públicos sinalizado pelo secretário desde que assumiu a pasta, em janeiro passado. 

Mapeamento em 3D

Devido à parceria com a Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte – RMBH -, a Prefeitura de Juatuba conta com outro importante instrumento para avaliar a situação atual da cidade: o mapeamento da cidade em 3D, desenvolvido pela entidade a partir de uma metodologia inovadora do Instituto de Geociências Aplicadas – IGA. O levantamento, de acordo com o secretário de Planejamento e Coordenação, Júlio Cezar Gomes, vai contribuir com o desenvolvimento de muitas ações importantes, uma vez que permite à administração conhecer o município detalhadamente. 

O acervo cartográfico foi feito na escala de 1 por 10 mil, o que significa que um centímetro no mapa corresponde a dez mil na realidade. O resultado é obtido a partir da geração de uma ortofoto volumétrica, ou seja, uma imagem fotográfica retificada para remover quaisquer distorções ou deslocamentos do relevo.  Assim, é possível identificar nascentes, vegetação, loteamentos; fazer estudos dos serviços de saneamento e transportes e analisar o uso e ocupação do solo, por exemplo.  O diagnóstico feito a partir da análise das ortofotos dará à Prefeitura a possibilidade de criar um banco de dados, com informações detalhadas, disponibilizadas a todas as secretarias. 

Na noite de domingo, 27, um homem foi baleado na divisa entre os bairros Eldorado e Samambaia, em Juatuba. Milton Jesus de Oliveira, de 48 anos, morreu na hora e o suspeito, com quem ele supostamente havia discutido momentos antes de ser atingido pelos disparos, fugiu em um Fiat Siena. Até o fechamento desta edição não havia pistas do criminoso. 

Uma briga entre duas famílias por causa de um terreno na divisa dos imóveis delas culminou no assassinato de Jeremias Fernandes de Souza, no bairro Estrela do Sul, mais conhecido como “Povoado Queiroz”, em Mateus Leme. O homem, de 50 anos, foi atingido por dez facadas, em plena rua Vinte e Dois. 

Conforme os relatos de testemunhas, um rapaz de 27 anos, filho da vizinha que iniciou o tumulto, desferiu os golpes. A mulher é acusada de ofensas e agressões contra a família de Jeremias. Na confusão, pedaços de pau e barras de ferro também viraram armas. Os envolvidos chegavam de audiência realizada para tratar da propriedade do lote. 

 

Grávidas inscritas no programa Bolsa-Família podem retirar gratuitamente repelente contra o Aedes aegypti, na Farmácia de Minas, em Juatuba. Para obter o produto, basta apresentar o cartão de gestante, Carteira de Identidade, CPF, o cartão do benefício do governo federal e comprovante de residência, na unidade, que fica ao lado da Câmara Municipal, e fazer o cadastro.

A medida visa, principalmente, ajudar as mulheres de baixa renda a se prevenirem da contaminação pelo zika, que é transmitido pelo mosquito, assim como a dengue e a febre chikungunya. Em 2015 e 2016, foram notificados 10,2 mil casos de crianças nascidas com alterações no crescimento e desenvolvimento relacionadas à infecção pelo vírus no Brasil, sendo 2,2 mil confirmados.

Em virtude da baixa umidade relativa do ar, profissionais da saúde, autoridades e unidades de Defesa Civil estão em alerta. O índice em toda a Região Metropolitana de Belo Horizonte está em torno dos 20%, inferior ao nível ideal definido pela Organização Mundial de Saúde, que é de 60%. 

O percentual é considerado natural para esta época do ano, de final de inverno e início de primavera, quando o tempo é mais seco em função da escassez de chuvas.

Além disso, os dias ficaram mais quentes. A temperatura esteve em torno dos 30°C nas tardes mais recentes. A época requer cuidados, como manter a hidratação, evitar exercícios físicos e exposição contínua ao sol entre 10h e 16 horas, consumir alimentos leves e evitar frituras. Outras recomendações são: uso de soro fisiológico para olhos e narinas; dormir em local arejado e quando necessário, usar umidificadores. 

Começou a distribuição dos equipamentos de conversão do sinal analógico de televisão para digital, destinados às famílias de baixa renda. Os kits são compostos por antena, conversor e controle remoto, e garantidos gratuitamente aos beneficiários dos programas sociais do governo federal, inscritos no CadÚnico. Para a distribuição dos aparelhos, foram credenciadas as agências dos Correios, aonde os contemplados devem comparecer após agendamento feito na internet ou por telefone, com o Número de Identificação Social – NIS, em mãos. As secretarias de Assistência Social também disponibilizam o cadastramento.

Para ter direito, os interessados devem acessar o site www.sejadigital.com.br, clicar na janela “Agende já a retirada do seu kit gratuito” e informar os 11 dígitos do NIS. Pelo celular ou aparelho fixo a ligação é gratuita através do número 147.

O sinal analógico será desligado em 39 cidades mineiras em 08 de novembro, conforme cronograma da Agência Nacional de Telecomunicações – Anatel. 

A Campanha de Vacinação Antirrábica em Mateus Leme ultrapassou em 12% a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde, que é de 80%. De acordo com informações da equipe do Centro de Controle de Zoonoses, o Município conseguiu alcançar 92% do estimado para a imunização de cães e gatos. A mobilização durou cerca de duas semanas e no Dia D, sábado, 26, foram vacinados mais de 940 animais.

No total, 8.286 bichinhos receberam a dose contra a raiva. Segundo o coordenador do CCZ, Anderson de Oliveira, mesmo com a meta superada, é importante atingir 100% de cobertura vacinal para evitar a transmissão da doença. Mateus Leme tem uma população de aproximadamente dez mil cães e gatos.

"A procura foi grande, mas a vacina vai continuar disponível. Nós já estamos solicitando mais 500 doses ao Estado para que possamos atender à demanda”, afirmou o gestor. O imunobiológico é aplicado gratuitamente, de segunda a sexta-feira, das 07h às 12h, e das 13h às 16h, no Centro de Controle de Zoonoses.

Informações divulgadas pela Agência Minas, com base em dados da Polícia Civil, apontam que depois das ameaças, o estelionato é o crime mais comum nos registros de crimes cibernéticos – cometidos com auxílio da internet, redes sociais e afins – em Minas Gerais.  A delegada da Delegacia Especializada de Investigações de Crimes Cibernéticos, Renata Fagundes Ribeiro, explica que as ocorrências têm relação direta com a facilidade de acesso à tecnologia e a aparelhos celulares.  “Cresceu muito o acesso, o que facilita a ação criminosa, principalmente pela falsa sensação de anonimato que a internet dá. Porém, tudo o que se faz ali hoje é rastreável”, enfatiza. 

Um dos casos de estelionato foi desarticulado pela Polícia Civil neste ano. Trata-se de um esquema de comércio de diplomas falsos pela internet, que chegou a movimentar R$ 500 mil em dinheiro. A dupla acusada fazia negociações por telefone e aplicativos de mensagens e criaram vários sites para comercializar os documentos. Os certificados de nível superior eram vendidos por R$ 2 mil e os de cursos técnicos por R$ 800, enquanto o do ensino médio custava R$ 600.

Outro crime, desvendado em 2016, era a venda ilegal de dados de clientes de uma financeira atuante em todo o país. A operação, denominada “Black Hat”, teve início a partir de reclamação fundada pela própria empresa, que acusou uma possível invasão do banco de dados dos clientes. A partir dos indícios, os agentes apuraram que os escritórios de advocacia tinham acesso aos dados cadastrais e os procuravam para abertura de ações judiciais, propondo revisão contratual. 

A delegada destaca que entre os crimes mais comuns cometidos pela internet estão vendas em lojas virtuais falsas ou sites falsos de financeiras, invasão de dispositivo eletrônico para sequestro de dados e outros. “A maior parte é de compra. A pessoa clica e a loja é falsa. Desta forma, os criminosos roubam os dados do usuário e os utiliza para outros fins, como realizar compras e empréstimos”, explica. 

Há dois crimes cibernéticos tipificados no código penal: invasão de dispositivo informático (art. 154 A – invadir o computador) e interrupção de serviço telemático (art. 266 – tirar um site do ar). Os demais casos são comuns, cometidos com o auxílio da web. Não há legislação específica. 

SUGESTÃO DE MATÉRIA

EDIÇÃO EM PDF ONLINE