Sábado, 21 Julho 2018

A greve nacional dos caminhoneiros durou 11 dias, deixando as cidades desabastecidas de diversos produtos, principalmente combustíveis. Motoristas do principal meio de transporte de cargas do país cobravam do governo federal redução no preço do diesel.

 

Após o movimento tomar maiores proporções e até ganhar o apoio de boa parte da população e de entidades empresariais, a categoria começou a fazer outras reivindicações, entre elas o fim da cobrança de pedágio pelos eixos suspensos e o frete rodoviário tabelado.

 

Em Juatuba, a mobilização começou na segunda-feira, 21 de maio, na BR-262, em ambos os sentidos. A pista chegou a ficar totalmente interditada, com apenas veículos de passeio liberados para transitar livremente. Na madrugada de quinta-feira, 24, a fila de caminhões parados na rodovia era quilométrica e os condutores controlavam o trânsito com cones.

 

O primeiro impacto da greve foi nos postos de combustíveis. Com receio do desabastecimento, motoristas se aglomeraram nos estabelecimentos, nos quais chegaram a ficar horas para conseguir encher os tanques. Na sequ- ência, a falta dos produtos afetou o funcionamento das linhas de transporte coletivo, inclusive intermunicipais; colocou em alerta as unidades de saúde e provocou a falta de alimentos, principalmente hortifruti, em supermercados. A Secretaria de Estado da Educação suspendeu as aulas em todas as escolas, e os Correios não conseguiram fazer a entrega das correspondências, provocando o atraso no pagamento de boletos.

 

Tanto moradores de Juatuba quanto de Mateus Leme apoiaram o movimento. Voluntários preparam comida e levaram para os manifestantes nas rodovias. Em Mateus Leme, houve mobilização até da comunidade católica, com o pedido de doações de gêneros alimentícios, água, cobertores e agasalhos, pela Paróquia de Santo Antônio, para ajudar os caminhoneiros.

 

Para tentar acabar com o caos instaurado em todo o país, o presidente Michel Temer prometeu reduzir em R$ 0,46 o preço do litro do diesel por 60 dias, com um custo previsto R$ 13,5 bilhões ao Tesouro Nacional. Após o período, com o produto mais barato, os reajustes serão feitos a cada 30 dias, para que transportadores de cargas consigam planejar melhor os custos.

 

Além disso, Temer anunciou três medidas provisórias, que têm força de lei e entraram em vigor imediatamente, pelo prazo de três meses. Mas, esses atos ainda dependem da aprovação do Congresso para que continuem valendo. As ações são referentes ao desconto no pedágio para eixos suspensos, a criação de uma tabela mínima do frete e reserva de mercado para autônomos.

 

Impactos na economia

 

Conforme informações do Boletim do Banco Central, divulgado na segunda-feira, 04, outra consequência da paralisação é a pressão sobre os preços. A estimativa do mercado para o índice oficial de inflação – IPCA -, em 2018, passou de 3,6% para 3,65%. Para pagar a conta da redução do preço do diesel, o governo anunciou que serão retirados recursos de programas sociais, do Sistema Único de Saúde –SUS –, e da Educação.

 

Estado de alerta

 

Desde terça-feira, 05, lideranças de caminhoneiros estão ameaçando promover uma nova greve da categoria, caso o Palácio do Planalto recue na decisão de tabelar o frete rodoviário, antiga e maior reivindicação da categoria.

 

“Se essa tabela cair, vai ter uma greve pior que a última. E aí não vai ter negociação, pois eles vão querer provar para o mundo que são os fortes. Será uma grande revolta”, alertou Ivar luiz Schmidt, do Comando Nacional do Transporte. Também seguiu na mesma linha o presidente da Associação Brasileira dos Caminhoneiros – Abcam, José da Fonseca Lopes. “Esperamos encontrar um denominador comum que não prejudique a classe. Caso contrário, podem esperar outra rebelião”, disse.

 

Falta gás de cozinha

 

nas distribuidoras Em Juatuba e Mateus Leme, a quantidade de botijões de gás de cozinha que está chegando, após a greve dos caminhoneiros, não é suficiente para atender toda a demanda. Em conversa com a reportagem, comerciantes do segmento em ambas as cidades afirmaram que a procura pelo produto tem sido grande. No entanto, as distribuidoras recebem poucas unidades e essas acabam rapidamente, impossibilitando o fornecimento a todos os clientes.

 

“Estão chegando pouquíssimos botijões. A situação está feia e vai demorar a regularizar. Está faltando no Brasil todo! Nós estamos muito preocupados com isso. A sorte é que consegui abastecer o Hospital antes da paralisação. Mas, garantir o produto para o consumidor comum em geral está muito difícil”, relatou Marco Antônio de Faria, mais conhecido em Mateus Leme como “Marquinho do Gás”. 

 

 

Foi apresentado na terça- -feira, 05, no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, o aplicativo Alerta MG, ferramenta destinada à fiscalização do cumprimento de medidas protetivas e reforço da proteção às mulheres mineiras. De acordo com as informações divulgadas pelo governo de Minas Gerais, a plataforma permitirá, por exemplo, que possíveis vítimas de violência procurem socorro rápido, a partir de uma rede privada que possibilitará à usu- ária, com apenas um clique, acionar pessoas que ela mesma cadastrou, quando vivenciar situações de perigo.

 

O app envia uma mensagem SMS para todos os contados indicados, anexando a localiza- ção, por meio do georreferenciamento. Outra função, disponível em conformidade com alguns critérios previamente definidos, habilita um acionamento emergencial, proporcionando a geração de um alerta em uma central de monitoramento com o imediato deslocamento das forças de segurança para o atendimento. A unidade acompanhará em tempo real o trabalho. Essa opção ficará disponível a princípio para a capital e a previsão é de que seja ampliada para o interior em breve.

 

O Alerta MG foi desenvolvido com a expertise da Polícia Civil, sendo necessária apenas a aquisição de equipamentos para testes e implementação do projeto piloto, o que demandou investimento de cerca de R$ 45 mil, oriundos de emenda parlamentar. O aplicativo está preparado para receber novas funcionalidades, visando o amplo atendimento, orientação e proteção à mulher

A Polícia Militar de Juatuba lançou mais um projeto para ampliação da segurança na cidade: a Rede de Proteção Preventiva/União Comercial. A iniciativa foi apresentada em reunião na sede do Legislativo, com apoio da Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL – e empresários do segmento, com atuação no Centro. O comandante do 3º Pelotão, tenente Renato Alves, explicou a proposta e as diretrizes do programa, que tem como foco principal a mobilização social. Ele abordou ainda as estatísticas criminais da cidade.

 

Conforme a explanação do oficial, o objetivo é garantir a proximidade entre a corpora- ção e os comerciantes. A partir daí, será possível estreitar os laços e fomentar a busca de parcerias para otimização dos recursos humanos e logísticos, visando o aumento do policiamento na área comercial. 

Nesta terça-feira, 05, a Polícia Militar de Juatuba efetuou a prisão de um homem e uma mulher na cidade, após a dupla ter realizado um roubo em Betim. Os acusados levaram o veículo e telefones da vítima. O carro foi recuperado, contudo a dupla conseguiu fugir.

 

Durante diligências, a PM conseguiu rastrear um aparelho celular. Quando houve a estabilização do sinal, a equipe se dirigiu até ao local indicado e se deparou com os suspeitos, que ao perceberem a chegada da guarnição, tentaram fugir novamente. Porém, acabaram presos em flagrante, depois de perseguição policial. Foi constado que o homem possuía um mandado de prisão.

A Secretaria de Saúde de Mateus Leme realizou treinamento dos 50 agentes comunitários que atuam no município com objetivo de facilitar a identificação das pessoas que apresentam sintomas de problemas respiratórios, como a doença pulmonar obstrutiva crônica. A proposta é contribuir para o diagnóstico precoce dos casos e início imediato do tratamento, viabilizando o controle desse tipo de enfermidade. Após a avaliação é oferecido o exame de espirometria e consultas com pneumologista, além da medicação, gratuita. 

Estão abertas as inscrições para mais uma edição do Circula Minas. O programa, desenvolvido pelo governo do Estado, chega ao terceiro ano com a proposta de impulsionar os trabalhos nos diversos segmentos culturais e dar visibilidade à arte produzida nos 853 municípios mineiros. Os interessados em participar dessa etapa têm até 16 de julho para fazer os cadastros.

 

O “Circula Minas” viabiliza viagens por cidade de todo o Brasil e dos cinco continentes do mundo. São R$ 300 mil investidos a título de ajuda de custo para custeio de passagens, seguros, hospedagem, alimentação, entre outras despesas. A iniciativa visa promover a difusão e o intercâmbio entre artistas de várias áreas, como circo, dança, teatro, literatura e folclore.

 

Neste ano, o incentivo foi reajustado a fim de efetivar o apoio. O montante destinado será individual ou por integrante, em casos de propostas que envolvam execução coletiva. O valor máximo por grupo será de R$ 12 mil para destinos nacionais e de R$ 32 mil para internacionais. O edital e o formulário estão disponíveis em www.cultura. mg.gov.br. 

Com nova gestão, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mateus Leme – Sindserp - anunciou esta semana mudança no horário de funcionamento. Os atendimentos na sede da entidade serão feitos de segunda a sexta-feira, das 08h às 16 horas. O Sindserp divulgou também um novo número de celular, que é o 99625-1249. O telefone fixo, 3535-1455, continua disponível. 

Um processo iniciado em 2017, em atendimento à população do Samambaia, em Juatuba, está prestes a ser concluído: a denominação das ruas do bairro, feita em conjunto com a comunidade. A apresentação e debate dos nomes escolhidos para os logradouros serão feitos em audiência pública, marcada pela Câmara Municipal para a próxima quarta-feira, 13, a partir das 18 horas, na Escola Municipal José Pires Montes.

 

Em outubro do ano passado foi realizada a primeira assembleia para discussão do assunto. O trabalho tem à frente os vereadores Wellington Pinheiro, Alexandre Avelar e Leonardo Cristiano de Abreu, que, a partir de indicações, colocaram a questão em pauta. Os moradores, principalmente dos núcleos I, II, III e IV, reclamam que enfrentam diversos problemas devido à falta de identificação das vias. 

Os interessados em aprender as técnicas das artes cênicas têm agora mais uma grande oportunidade em Mateus Leme. O Conselho de Desenvolvimento Comunitário de Azurita – Condecoma – está com vagas para o curso de teatro, que faz parte do programa social executado pela entidade. A iniciativa é aberta aos maiores de 15 anos, que podem participar gratuitamente. Mais informações pelos telefones 9 7547-0601, 9 7145- 8717 e 3535-6267. 

A administração de Mateus Leme intensificou a mobiliza- ção sobre a importância do Cartão Nacional de Saúde – CNS – para atendimento na rede pública municipal. O documento é indispensável pelo fato de registrar no sistema todos os dados referentes aos usuários dos serviços, facilitando o acesso dos profissionais da área na hora de consultas, exames e outros procedimentos. Além disso, viabiliza o conhecimento do histórico do paciente em todo o país.

 

Solicitar o cartão, expedido gratuitamente, é rápido e fácil. O cadastro pode ser feito pessoalmente na Secretaria Municipal de Saúde ou Unidade Básica de Saúde – UBS – mais perto da casa do requerente. Basta apresentar Carteira de Identidade, CPF, Certidão de Nascimento ou de Casamento, e comprovante de residência. 

SUGESTÃO DE MATÉRIA

EDIÇÃO EM PDF ONLINE