Sexta, 20 Outubro 2017

O roubo de um carro em Contagem quase terminou em tragédia na entrada de Juatuba, no fim da tarde de sexta-feira, 1º. Depois de tomar o veículo do proprietário, sob ameaça de arma de fogo, na cidade vizinha, o assaltante fugiu pela BR-381, no sentido Betim. Acionada, a Polícia Militar iniciou o acompanhamento do indivíduo pela estrada. 

As equipes em serviço emitiram ordem de parada, com auxílio de luzes e sinais sonoros, mas não foram obedecidas pelo elemento, que mudou a rota de fuga para a BR-262. No entanto, nas imediações do principal acesso ao município, policiais já estavam posicionados para realizar a abordagem. 

O criminoso ainda jogou o veículo em cima de um dos militares, atropelando uma pedestre, arremessada às margens da rodovia devido ao impacto. A vítima do atropelamento foi socorrida com auxílio do helicóptero da corporação e encaminhada ao Hospital João XXIII, em Belo Horizonte. O autor, detido e identificado como “A.L.C.J.” era fugitivo da Justiça. 

A Polícia Civil de Minas Gerais deflagrou mais uma etapa da Operação Sem Fronteiras. Desta vez, os alvos foram suspeitos de envolvimento com o tráfico internacional de drogas, em Itaúna e na vizinha cidade de Betim. O trabalho culminou na prisão de 12 pessoas, acusadas de integrar organizações criminosas responsáveis pelo repasse de drogas trazidas do Paraguai, além de apreensão de aproximadamente 1,3 mil quilos de entorpecentes, três balanças de precisão, duas armas de fogo, munição, um colete à prova de balas, seis veículos e aparelhos celulares. 

A ação teve apoio do Departamento Estadual de Combate ao Narcotráfico - Denarc -, responsável por conduzir as investigações, que já duravam seis meses. Nesta fase, o objetivo era desmanchar a rota dos tóxicos, que saíam do Paraguai, passavam por membros do Primeiro Comando da Capital – PCC -, em Ribeirão Preto, e depois eram distribuídos.  Em julho, já haviam sido apreendidos 750 quilos de maconha na cidade de Monte Santo de Minas. A carga seria remetida para a comercialização em Itaúna. Na mesma época, uma caminhonete roubada foi encontrada em Piumhi, com outros 472 quilos da mesma substância. Esse lote estava reservado a Betim.

Na segunda fase da operação, a Polícia Civil prendeu quatro suspeitos: José Carlos Pereira, de 63 anos, Walmir Augusto de Morais, 54, Sinvaldo Martins, 39, e João Paulo Miguel Moreira, 34. Eles foram apresentados nesta segunda-feira, 04, junto com Jean Maicon Oliveira Nicolau, 27, Pablo Gabriel Teixeira, 19, Elizabete Aparecida de Oliveira, 54, Graziela Rodrigues de Araújo, 30, Done Endy Lorraine de Jesus Pereira, 18, Ronaldo Rabelo da Silva, 32, Yuri Luiz Assis Ferreira, 27. 

Recentemente, ainda em junho, as investigações levaram ao líder da organização, Felipe Souza da Cruz, 28, mais conhecido como “Jiraya”. A quadrilha é apontada como responsável por muitos crimes em toda a Região Metropolitana de Belo Horizonte, sob o comando dele, que vivia em Betim e passou longo período foragido, sendo localizado em Itatiaiuçu. Cerca de 20 veículos foram roubados para utilização como moeda de troca pelos entorpecentes. As apurações continuam com a finalidade de identificação e prisão de outros envolvidos. 

A campanha de multivacinação para atualização de cadernetas das crianças e adolescentes será realizada em Mateus Leme entre os dias 11 e 22 de setembro, com o objetivo de garantir maior controle de doenças. Conforme o calendário do Ministério da Saúde, a mobilização tem como foco os menores de 15 anos de idade e a estratégia visa a verificação quanto ao abandono ou atraso das doses necessárias na faixa etária. 

Diante da análise dos cartões, será feita a aplicação correta. No período da campanha, crianças e adolescentes poderão comparecer ao posto mais próximo de casa. O atendimento  é das 07h às 16. No sábado, 16, as unidades de saúde funcionarão das 08h às 17h, para ampliar o acesso à imunização. 

Com a proximidade da cerimônia de premiação do Troféu Evidência 2017, mais atrações foram anunciadas pela organização do evento, realizado em parceria do JORNAL S´PASSO com o JORNAL DE JUATUBA E MATEUS LEME. A cantora Isabelle Rêda integra o time de músicos que se apresentarão na noite de homenagens, deixando a cerimônia ainda mais especial. Outro nome já confirmado é do pianista Wilton Mello.

Isabelle é itaunense, tem trabalho reconhecido na cidade e também na capital mineira. A jovem, formada em Jornalismo, canta desde a infância. Sempre incentivada pelos pais, a cantora iniciou a carreira no coral da Igreja Matriz de Sant’Ana, aos dez anos. Com o passar do tempo, o desejo de fazer da música profissão foi crescendo. Ela começou então a se apresentar em bares e eventos, junto com o parceiro Otávio Lima.

Após algum tempo, os dois seguiram caminhos diferentes, mas Isabelle decidiu investir na carreira e continuou as apresentações e shows, acompanhada por uma banda ou com versões acústicas de grandes sucessos. “Meu sonho é também viver de música, paralelamente à minha profissão de jornalista, mas sei que é muito difícil”, contou, ao revelar planos de lançar um CD de faixas autorais em breve. Enquanto isso, ela continua o processo de composição das canções que deverão ser reunidas no primeiro disco, com previsão de lançamento para o início de 2019. Na noite do Troféu Evidência, Isabelle sobe ao palco acompanhada do músico Vinícius de Paula, numa apresentação apenas de voz e violão. O repertório, que já está em fase de seleção, deve incluir músicas dos gêneros pop e rock e que remetam ao tema da festa - “A evolução nos trouxe até aqui”-, além de clássicos dos anos 80 e 90. A solenidade está marcada para o dia 21 de outubro, no Grande Teatro da Universidade de Itaúna.

A crise hídrica, vivenciada em diversos municípios mineiros, e agravada devido aos longos períodos de estiagem nos últimos anos, teve reflexos significativos na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Grande parte dos municípios no entorno da capital é abastecida pelo Sistema Paraopeba, que chegou a 21,3% de armazenamento em dezembro de 2015, quando o reservatório Serra Azul atingiu o índice de 5,7% da capacidade, uma situação crítica diante da importância da represa. 

Na mesma época, o fórum da RMBH, no eixo de Meio Ambiente, aprovou proposta para elaboração de projetos visando preservação dos recursos e criação de estruturas para o armazenamento de água, como “barraginhas” e poços de contenção, entre outras. Diante dos fatores analisados e das graves conseqüências desses problemas, a área da sub-bacia do ribeirão, em Mateus Leme, ganhou prioridade. Com isso, a cidade foi contemplada no programa “Plantando o Futuro”, do governo de Minas Gerais, que prevê o plantio de 250 mil mudas de árvores de espécies nativas, além do cercamento de 48 nascentes na cidade. 

Foram cadastradas 63 propriedades localizadas na região do distrito de Serra Azul, Alto da Boa Vista e Varginha, totalizando 1.623,9 hectares de área total. A empresa responsável já iniciou as visitas aos locais para as avaliações e, em seguida, execução do projeto. O cadastramento foi possível graças à mobilização realizada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente a partir de junho de 2016. 

O Estado anunciou investimentos de mais de R$ 2,8 milhões na sub-bacia do ribeirão Serra Azul. Instituído no ano passado, o “Plantando o Futuro”, prevê o plantio de 30 milhões de árvores até dezembro de 2018, compreendendo a recuperação de 40 mil nascentes, seis mil hectares de mata ciliar e dois mil hectares de áreas degradadas. A iniciativa visa ainda o envolvimento das comunidades, tanto no plantio, quando na manutenção, conscientização e fiscalização. Nos últimos dias, o nível do reservatório oscilou entre 25,7% e 25,4%. O Sistema Paraopeba operava com 53% da capacidade até o fechamento desta edição. 

Visando oferecer mais comodidade para os clientes de Mateus Leme, o Sicoob Crediuna inaugurou sede na cidade com área quase quatro vezes maior que a da antiga agência. Para a entrega do novo espaço aos associados foi realizada uma solenidade na sexta-feira, dia 1º de setembro. Diversas autoridades prestigiaram a cerimônia, entre as quais, o prefeito Júlio Fares, que destacou a importância da cooperativa de crédito para o município. 

“É uma instituição financeira que faz um trabalho diferenciado das demais, dando um grande incentivo ao produtor rural, extremamente importante para Mateus Leme, eleita a 11ª cidade no Brasil e a primeira em Minas no incentivo e consumo da agricultura familiar nas escolas. Isso engrandece muito nosso trabalho e mostra que a Prefeitura apoia a categoria, que também tem importante suporte da Sicoob Crediuna”, analisou o chefe do Executivo. 

De acordo com o presidente do Conselho de Administração da cooperativa de crédito, Luciano Olímpio Guimarães a unidade é uma das primeiras construídas pela própria entidade e, segundo ele, a estrutura crescerá conforme a chegada de mais contas. “O objetivo é trazer o máximo de conforto para quem utiliza nossos serviços, agregando valor ao município. Cada um dos associados tem um pedacinho disso aqui e contribui também para o desenvolvimento de Mateus Leme. Por isso, queremos oferecer a essas pessoas o melhor atendimento possível. Saímos de uma sede de 120 m², para uma de 450 m², e ainda temos a possibilidade de ampliá-la em mais 450 m²,  em conformidade com o aumento do movimento”, ressaltou Luciano.  

A conta da Companhia de Saneamento de Minas Gerais – Copasa – já pesa mais no bolso dos consumidores de Mateus Leme, devido à aplicação da tarifa de 90% sobre o tratamento de esgoto, que chegou às faturas com vencimento neste mês. No entanto, a população continua a vivenciar problemas em relação à rede de captação de efluentes, que, em alguns casos, escorrem a céu aberto, como numa situação flagrada nos últimos dias na avenida Padre Vilaça, área central da cidade. 

A dona de uma loja que está localizada na via se manifestou por meio da rede social Facebook e pediu providências das autoridades. “Pagamos caro e mesmo assim e enfrentamos esse desconforto. Essa avenida já foi quebrada mais de quatro vezes e não encontram o motivo desse transtorno. Além do mau-cheiro, a poeira devido a essa obra sem fim tem causado muitos prejuízos para quem tem estabelecimentos aqui na região”, lamentou. 

A primeira conta com aumento da taxa de esgoto, incidente sobre o consumo de água, chegou às contas em setembro. O valor cobrado pela Copasa passou de 63,4% para 90%, o que gerou revolta entre a população devido ao impacto direto no orçamento das famílias, principalmente aquelas mais carentes. 

A empresa justifica a majoração como necessária para ampliação dos serviços prestados, com o completo tratamento dos efluentes antes da devolução ao rio Paraopeba. Os consumidores, por sua vez, acusam a estatal de aplicar um valor muito alto diante do que oferece. Em entrevista a programa jornalístico da Rede Record, cidadãos disseram que a empresa canaliza o esgoto direto para o rio, sem tratamento, deixando a água com odor insuportável e matando os peixes. Uma das entrevistadas mostrou a conta do mês de julho, ainda com o índice que estava sendo aplicado, de 63,4%, que tinha total de R$ 568, um valor já bastante salgado. 

População volta a paralisar rodovia 262

Segunda, 11 Setembro 2017 15:19

A segunda-feira, 04, começou com protesto na BR-262, na altura do Km 365, trecho conhecido como “Curva da Galinha”, em Juatuba. Os motoristas que seguiam no sentido Belo Horizonte enfrentaram pelo menos um quilômetro de congestionamento, devido à manifestação de moradores, que fecharam a pista. Cerca de 30 pessoas participaram do movimento, que teve início por volta das 08h e só chegou ao fim às 10 horas, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal, que enviou equipe ao local. 

Essa foi a segunda mobilização da comunidade em menos de uma semana. O outro manifesto foi feito na terça-feira, 29. O descontentamento da comunidade é motivado pelo elevado índice de acidentes no trecho, que já é alvo de projeto da Prefeitura, em parceria com empresários da região, que encomendaram estudos para a redução do raio da “Curva da Galinha”. Os moradores das imediações cobram a construção de uma passarela como medida de segurança. Em 2014, a administração das BRs 060, 153 e 262, incluindo o trecho de Juatuba, foi concedida à empresa Concebra, no entanto, várias tragédias foram registradas, apesar das promessas de melhorias. 

Um projeto concretizado em 2015, por iniciativa do presidente da Câmara de Mateus Leme, Cristiano de Oliveira, com apoio de funcionários do Hospital Santa Terezinha e da Prefeitura, voltou a ser realizado no último fim de semana. A unidade de saúde recebeu cerca de 120 pacientes, de várias cidades da região, em um mutirão de cirurgias de cataratas. 

“Mesmo em dificuldades, a diretoria do Hospital e os colaboradores lutam bravamente pela sobrevivência da instituição. Então, só temos a agradecer a todos os envolvidos na causa e à equipe do médico Breno Nogueira, que se prontificou a fazer os procedimentos no município”, comenta o vereador. 

Além de garantir atendimento a dezenas de pessoas que aguardam longo período na fila de espera para conseguir a intervenção, a iniciativa gera recursos para a unidade de saúde. A administração municipal e o Hospital estão em negociações para a celebração de um convênio, que viabilizará diversos tipos de cirurgias eletivas, ou seja, que não são consideradas urgentes. A proposta é de a Prefeitura arcar com os custos desses procedimentos, reduzindo a demanda reprimida.

A Casa de Cultura Cássia Afonso de Almeida estará de portas abertas para o público com o 4º Festival de Inverno e 1º Festival da Primavera. Com intensa programação gratuita, a temporada terá, na abertura, em 16 de setembro, às 16h20, exibição de filmes do circuito LGBT for Rainbow. Às 19h, lançamento do livro “sobre o chão”, da poetisa Marina Alves. Para o dia 17, das 14h às 17h, está prevista oficina de cobre-jarra com pedraria, ministrada pela artesã Myriam Mendes; após, roda de leitura sobre a obra de Irene de Melloneves, em homenagem ao centenário da escritora; e às 19h, dança do ventre, com Dulciene Oliveira. 

No sábado, 23, a partir das 13h, declamação com o poeta e ator Gabriel Zocrato, apresentação da banda Keskara e performance de Hugo Lima. Domingo, 24, aula de bordado com Myriam Mendes, das 14h às 15h. Em seguida, abertura da exposição de reproduções das obras de Nila Neves, com a participação do coral Encanto, da AACF. Às 16h, a Casa de Cássia recebe mais uma edição do Circuito de Música Dércio Marques, o Dandô. A convidada especial é Sol Bueno e as anfitriãs, Cecília Batista e ana f. 

Sol Bueno ainda vai ministrar ensinar técnicas de composição musical na segunda-feira, 25, às 15h. Para o encerramento estão programadas as peças teatrais “Descobrimento do Brasil na Esfera Tecnológica” e “O Homem das Cavernas na Esfera Tecnológica”, a partir das 19h, na Escola Estadual Elias Salomão. 

As vagas para as oficinas são limitadas e as inscrições podem ser feitas pelo telefone 99622 – 1090 ou pelo endereço eletrônico O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.. A Casa de Cultura Cássia Afonso de Almeida fica na rua Meyer, 105, Vila Suzana. 

SUGESTÃO DE MATÉRIA

EDIÇÃO EM PDF ONLINE