AEDAS tem 45 dias para concluir Plano de Trabalho

0
91

Entidade fará a assessoria dos moradores de Juatuba afetados pelo desastre em Brumadinho

Após a contaminação do Rio Paraopeba, em consequência dos rejeitos que vazaram após o rompimento da barragem em Brumadinho, em 25 de janeiro deste ano, a Associação Estadual de Defesa Ambiental e Social – AEDAS – foi escolhida para prestar Assessoria Técnica para a “região 2” da bacia do Paraopeba, a qual Juatuba faz parte, juntamente com os municípios de Mário Campos, São Joaquim de Bicas, Betim e Igarapé. Os moradores da região que foram afetados pelo desastre aguardam o andamento das negociações com a Mineradora Vale.

A reportagem entrou em contato com a AEDAS e conversou com o coordenador geral de projeto, Cauê Vallim de Melo, para saber como estão os trabalhos e o que deve acontecer de agora em diante. Segundo Cauê, ainda está sendo desenvolvido um Plano de Trabalho. “Conforme regula o Termo de Referência, a AEDAS tem 45 dias para elaboração de um Plano de Trabalho de forma participativa, e é nesse estágio que nos encontramos”, explica.

Cauê informou ainda que, assim que os trabalhos de assessoria forem iniciados e estiverem munidos de corpo técnico, mais informações serão repassadas, para melhores esclarecimentos à população.

A AEDAS terá a função de assessorar os moradores dos municípios atingidos, previsto em acordos pactuados entre o Ministério Público e Vale. A mineradora deve arcar com os custos dessas assessorias. As entidades devem contar com diversos profissionais capazes de auxiliá-los a tomar decisões, tais como advogados, sociólogos, engenheiros, entre outros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui