Mateus Leme tem menor índice de criminalidade da Região Metropolitana, segundo PM

0
74

Diminuição das ocorrências chega a quase 50% em comparação ao primeiro semestre de 2018

O índice de criminalidade em Mateus Leme alcançou um grande feito neste primeiro semestre de 2019, uma vez que, de acordo com a Polícia Militar – PM – a redução de roubos chegou a 49%, entre janeiro a 17 de julho deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado, enquanto a queda na Região Metropolitana foi de 19,9%, até maio. Os dados também apresentaram uma queda de 23% em relação aos homicídios. Além da diminuição desses percentuais, a PM ainda revelou que em comparativo ao mesmo período em 2016, as prisões por tráfico de drogas aumentaram em 63% e em 23% em relação a 2018.  

O tenente Hugo Magalhães, ressalta a importância das parcerias com a população e os demais órgãos. “O bom relacionamento com a Polícia Civil, Ministério Público e Poder Judiciário, além da confiança da população, cujo aumento significativo pode ser medido pela grande quantidade de informações, pois muitas dessas prisões são feitas com informações repassadas pelo cidadão comum, que estão acreditando mais em nosso trabalho, com manifestações de apreço, são coisas fundamentais para estes resultados, de modo que Mateus Leme ocupa hoje, a posição de maior redução criminal de toda a região metropolitana de Belo Horizonte”.

O comandante do 4° pelotão afirma ainda que as ações da polícia têm sido intensas. “Estamos fazendo um patrulhamento intensivo, com foco na prevenção e repressão. Temos tido ocorrências de apreensão de traficantes com frequência e também de TRI, ou seja, taxa de reação imediata, que é quando pegamos o autor de roubo em flagrante”, comenta Hugo.

O tenente reforça que a atuação policial vem sendo intensa em toda a cidade e conta com apoio da seção de inteligência da 7ª companhia. Ele destaca que os bairros e distritos também estão recebendo ação efetiva no combate ao crime e os resultados nestes locais também tem sido notáveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui