Ícaro Miguel é prata nos Jogos Pan-Americanos de Lima

0
110

Conquista somou pontos na disputa por uma vaga para as Olimpíadas de 2020, meta do taekwondista de Juatuba

Criado em Juatuba, o atleta de taekwondo Ícaro Miguel conquistou medalha de prata nessa segunda-feira, 29, nos Jogos Pan-Americanos, que está acontecendo em Lima, no Peru. Representando o Brasil, o atleta venceu um oponente de Porto Rico na primeira luta e foi contra a República Dominicana, no quarto round, depois de empatar no tempo de luta normal, que chegou na final, onde acabou perdendo para o colombiano Miguel Angel, mas garantido pódio.

“Eu trabalhei com a cabeça de ser campeão, pensando no ouro, não sai 100% feliz, mas estou contente porque é um grande resultado. Porém, com esse gostinho de que ainda está faltando o ouro, porque no campeonato mundial eu também voltei com a prata, foi um bom ano, contudo eu quero um pouco mais, conquistar a dourada”, afirmou Ícaro ao JORNAL DE JUATUBA E MATEUS LEME.

O atleta ainda relatou que estar no pódio de grandes eventos é gratificante, mas estar acompanhado dos pais nessa conquista é a maior vitória. “Ter eles (os pais) comigo nesse momento realmente me deixou muito mais forte. Às vezes, em momentos difíceis durante a luta, ver e ouvi-los torcendo, me dava um empurrão para buscar um pouco mais. Então, se eu consegui subir no pódio, chegar à final e apresentar um bom desempenho, eles têm participação nisso”, ressalta.

Tanto seus pais quanto suas irmãs ainda residem em Juatuba, no bairro Samambaia e foi na cidade onde Ícaro deu seus primeiros “golpes” no esporte, e é grato em especial a instituição onde estudou, a Escola Estadual Joaquim Corrêa.

Olimpíadas

Após o pódio no Pan-Americanos, Ícaro foca em conquistar uma vaga para disputar os Jogos Olímpicos de 2020, que serão realizados em Tóquio, no Japão. “Meu foco agora é estar na classificação olímpica, a vaga ainda não é minha, então, não posso dizer muito sobre. Mas, o que eu digo é que penso muito nas Olimpíadas, vivo por elas, então, vou pensar até o último minuto na classificação e depois eu foco em outra coisa, mas esse é meu objetivo no momento”, contou o atleta.

Superação

Ícaro Miguel desafia os próprios limites e traz uma grande mensagem de dedicação e superação. Aos seis anos, perdeu parte da visão em um acidente doméstico, quando a mãe, para aliviar a ardência que ele tinha nos olhos devido ao cloro da piscina, confundiu o pote de água boricada com o de amônia e pingou em seus olhos. Com isso, Ícaro teve a córnea, a retina e o nervo ótico queimados, ficando meses fazendo tratamento em Betim. Apesar de tudo, Ícaro conseguiu recuperar 90% da visão. Entretanto, aos 14 anos, quando já lutava taekwondo, sua visão regrediu gradativamente, mas nunca tirou os sonhos do atleta de ser campeão. Hoje, com menos de 20% da visão do olho direito, Ícaro tem uma frase para todos os jovens atletas. “Eu cito ela (a frase) sempre quando me perguntam que é o seguinte: ‘Mire a lua, se você errar, estará entre as estrelas’ e é assim que eu trabalho. Escutei na adolescência e levo ela comigo até hoje. Trabalho dessa forma, mirando sempre na medalha de ouro, se der errado eu estou no pódio, entre os melhores, então é o que eu deixo”, declarou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui