Áreas de risco e de alagamentos na pauta dos vereadores de Juatuba

0
37

A memória dos moradores de Juatuba relacionada as chuvas não é muito positiva. São diversos bairros do município que sofrem com as tempestades, seja por alagamentos, deslizamentos ou mesmo pelas vias que ficam intransitáveis. E essa não é uma realidade antiga, neste ano mesmo diversas regiões já sentem os efeitos das chuvas de início de ano e dependem do poder público para socorrê-los.

No ano passado, logo após as chuvas que arrasaram a região metropolitana, a prefeitura de Juatuba realizou limpeza das vias dos bairros, bem como das residências que foram atingidas pelos alagamentos, para que que as famílias pudessem voltar para as suas casas. Segundo informações oficiais, pelo menos 80 visitas técnicas foram feitas em áreas com risco de alagamento, escorregamento de encostas e casas com trincas.

Nesta semana, já pensando em minimizar os danos, o Leonardo Cristiano, o Léo da Padaria, fez uma série de indicações pedindo a administração municipal mais atenção com locais que já vem sofrendo os efeitos das chuvas. Nelas foram apresentados pontos alagáveis e também ruas onde os moradores não conseguem mais transitar com veículos.

No primeiro caso, o vereador solicitou o tapa-buracos e limpeza na Alameda Ipê Amarelo, no bairro Vila Maria Regina, demanda que tem sido amplamente solicitada pelos moradores da comunidade. O asfalto está aos poucos se desfazendo em razão do grande volume de chuvas dos últimos dias, e o buraco, originado nas extremidades da via está ficando cada vez maior. Outro local, que deveria ser usado como espaço de lazer da comunidade, é o poliesportivo do bairro Satélite. O entorno da quadra fica completamente alagado, inutilizando o espaço quando chove, o que acaba colocando em risco a segurança dos moradores.

Já no bairro Ilhéus, Léo chamou atenção para as ruas Dona Flor, Itabuna e Alcobaça. Essas vias estão intransitáveis em razão das enormes erosões provocadas pela água que desce a rua. O pedido da comunidade é que, uma vez que a pavimentação é mais difícil de conseguir, que sejam tomadas medidas paliativas, como a drenagem pluvial, patrolamento e compactação do solo. Já foram diversos pedidos de solução e até agora a comunidade ainda não foi atendida.

É importante que os moradores da cidade estejam atentos aos alertas da Defesa Civil. Em todo o estado, é possível receber informações sobre o risco de chuva forte e outras situações do tempo via mensagem de texto no celular. Esse serviço da Defesa Civil é totalmente gratuito, e cada número de celular pode cadastrar diversos CEPs para receber alertas no mesmo aparelho. Basta enviar o CEP desejado para 40199 e o cidadão já receberá resposta se sua região está apta ao serviço.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui