Bairro imperatriz cobra iluminação e pavimentação

0
106

“Imagina ficar com quase um caminhão de lixo todo o final de semana dentro de casa…”, desabafa comerciante

A reportagem do BAIRRO A BAIRRO esteve essa semana no Imperatriz, em Mateus Leme, para ouvir os moradores, que cobraram melhoria no serviço da coleta de lixo, iluminação e o término das obras de pavimentação nas vias pela prefeitura.

Segundo o comerciante Alex Naldo, o caminhão que realiza a coleta de lixo no bairro passa apenas uma vez na semana, em um ponto específico da rua Rio Grande do Sul. Como a região possui muitos moradores, o local de descarga dos dejetos, que atualmente acontece em uma esquina, acaba não comportando a quantidade de entulhos. Como consequência, os moradores são obrigados a guardar o lixo em suas casas. “Eu fiquei até assustado quando descobri que no Mangabeiras eles passam duas vezes na semana, porque aqui é uma única vez. Imagina ficar com quase um caminhão de lixo, todo o final de semana, dentro de casa porque eles não vêm buscar”, desabafou Alex.

O comerciante também comentou que volta e meia a população, indignada com a situação, deposita os resíduos na esquina. Entretanto, além do mau cheiro, o local se torna um ambiente propício para focos do mosquito da dengue. “A história é recorrente e a dengue aqui aparece direto. Também com essa quantidade de lixo aglomerada em um só lugar, seria difícil se não acontecesse casos”, explicou.

Iluminação e segurança

Em entrevista, os moradores Aricleiton Gonçalves e Hudson Igor de Oliveira, relataram que além dos problemas com o lixo, a população também tem sofrido com a falta de iluminação. Segundo eles, na rua Rio das Pedras não há postes. Apesar de já ter sido solicitado a instalação de postes diversas vezes, ainda não conseguimos uma resposta positiva e a ausência de iluminação tem contribuído para a criminalidade no local. “Eu volto do trabalho todos os dias a noite e quando estou chegando em casa morro de medo porque está tudo escuro. A gente fica até sem saber o que pode acontecer aqui”, exclamou Aricleiton.  

         Os populares ainda comentaram que estiveram em contato com vereadores há cerca de três semanas para solicitar que o problema da iluminação fosse resolvido. Contudo, eles disseram que estão pouco esperançosos com alguma medida rápida. “Eu prefiro até nem citar o nome dos vereadores para não ter perigo deles desistirem de trazer esse benefício para a gente. Disseram que os recursos estão liberados, porém, infelizmente, eles olham pouco para esse lado da BR”, ressaltaram.

Asfalto pela metade

A população do Imperatriz espera ainda que a administração conclua as obras de pavimentação da rua Alameda dos Pinheiros. Segundo os moradores, o asfalto era esperado há vários anos e, quando finalmente a demanda foi atendida, somente uma parte da rua recebeu o benefício. “Asfaltaram a metade da rua e colocaram dois quebra-molas aleatórios no lugar. Olha o poeirão que tem aqui. Isso é uma vergonha. Por que não fizeram a obra direito e de uma vez só”, indagou Estefane Farias.     

Prefeitura confirma instalação de luminárias na rua Rio das Pedras

                                                                                                                                                                                                                                                                   

Em contato com a reportagem, a prefeitura informou que, em relação à coleta de lixo, a administração já estuda a ampliação do serviço em diversos bairros da cidade, que será realizada “assim que houver melhor condição financeira”.

Também foi informado que, em relação a falta de iluminação na rua Rio das Pedras, o processo de aquisição das luminárias já está em fase final e que a instalação ocorrerá em breve, dentro do cronograma da secretaria de obras.  

Por fim, a administração ressaltou que, sobre a demanda da Alameda dos Pinheiros, não foi realizada pavimentação asfáltica na outra metade da via, por essa já se encontrar com pavimentação poliédrica em bom estado para o trânsito de veículos e dos moradores. Segundo a prefeitura, a demanda por pavimentação é grande em todo o município e, por isso, outras ruas, avenidas e alamedas que não possuem pavimentação alguma, estão sendo priorizadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui