Contrato comprova gasto maior com nova empresa de limpeza pelos menos serviços estabelecidos

0
172

Mesmo somando aditivos e reajustes pagos à Arbor, concessão emergencial ainda é 25% mais cara

O prefeito de Juatuba Antônio Adônis Pereira fez uma publicação essa semana negando que o contrato emergencial com a nova empresa de limpeza urbana, Vialix, tenha saído caro para o Município. Adônis defendeu que o valor estabelecido na concessão não é maior que o do contrato assinado anteriormente com a Arbor. “O nosso contrato é melhor, atende mais, é um preço melhor do que o que estava aí, que não estava atendendo a cidade”, declarou. O prefeito alegou que o novo contrato, que tem duração de seis meses, a um custo total de R$2.014.821,96, ou seja, R$ 335.803,66 por mês, atende mais itens que a concessão anterior. “Neste serviço aqui inclui a coleta do lixo urbano da cidade, está também a coleta de lixo hospitalar, está a varrição de ruas, está também a poda de árvores. Então, são seis serviços em um contrato”, defendeu.

No entanto, os mesmos serviços também vinham inclusos no contrato com a Arbor, conforme consta no contrato assinado em 2014, por um preço inicial total de R$ 2.553.289,59, que posteriormente recebeu um acrescimento de item no valor de R$ 150 mil, em 2015, reajuste de R$ 133.259,59 e acréscimo de item de R$ 148.202,55, ambos em 2017, e em 2018 houve um aditivo de recomposição no valor de R$ 416.217,56. Mesmo com a soma de todos os aditivos, o valor mensal com a Arbor ainda corresponde há uma quantia menor do que com a Vialix, R$ 248.729,30 por mês, diferença de R$ 87.074,36, ou seja aproximadamente 26%.

A reportagem procurou a Prefeitura de Juatuba para que a mesma explicasse o posicionamento de que o novo contrato teria um custo-benefício melhor para o Município. Em conversa com o Controlador Interno, Raphael Antônio Alves Rios, o mesmo disse que a Prefeitura possui todos os documentos que comprovam o que foi declarado por Adônis e que os apresentará à reportagem.

Legislativo

A Câmara Municipal de Juatuba volta as suas atividades parlamentares nesta segunda-feira, 05, e alguns vereadores vão retornar solicitando ao Executivo que apresente uma prestação de contas dos valores gastos com a antiga detentora do consórcio da limpeza urbana na cidade, Arbor, e também o contrato emergencial assinado com a nova empresa responsável pelo serviço, Vialix.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui