COVID-19: Confirmação de casos desacelera, mas mortes cresceram em agosto

0
104

Desde meados de julho, período que foi considerado o pico da pandemia em Minas Gerais, o número de mortes causadas pelo coronavírus na região metropolitana de Belo Horizonte mais que dobrou. Juatuba e Mateus Leme têm sua parcela de contribuição para esse triste número. As duas cidades somam hoje 16 óbitos.

De acordo com boletim publicado na segunda-feira, 31, pela Prefeitura de Juatuba, a cidade registrou 273 casos confirmados da Covid-19. Desses, 226 são considerados curados, o que representa uma taxa de recuperação de 82,7%. No total, o município notificou 1.770 casos de suspeita da doença, dos quais 872 cumpriram isolamento e foram liberados e outros 47 seguem monitorados. Sete pessoas já perderam a vida na cidade em decorrência do coronavírus, um aumento de 60 % em relação aos cinco óbitos registrados em 30 de julho.

Enquanto isso, Mateus Leme teve crescimento 50% no número de mortes, passando de seis em 3 de agosto para nove até o último dia 2. O município tem 220 casos confirmados, dos quais 201 já se recuperaram. 1.790 mateuslemenses foram liberados após cumprir isolamento domiciliar e outros 157 seguem monitorados. Dois pacientes permanecem no hospital de campanha aguardando resultado de exame para confirmação do diagnóstico.

Minas Consciente

Juatuba e Mateus Leme ainda não aderiram ao plano do Governo do Estado de retomada econômica. A macrorregião Centro, da qual os dois municípios fazem parte, avançou para a onda amarela, que permite abertura de bares, restaurantes e academias, por exemplo. Esse tipo de estabelecimento já estava em funcionamento nas cidades, ainda que com restrições. De acordo com o secretário de administração de Mateus Leme, Marcus Júnior Diniz, não há previsão para que o município faça adesão ao programa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui