Cresce o número de microempreendedores individuais em Juatuba e Mateus Leme

0
86

Com a renda reduzida, muitos cidadãos reinventaram a forma como ganham dinheiro para sobreviver. É o que mostram os números registrados de novos microempreendedores individuais (MEI) que, desde a chegada da pandemia da Covid-19. Nos nove primeiros meses deste ano, o número de microempreendedores individuais (MEIs) no país cresceu 14,8%, na comparação com o mesmo período do ano passado, chegando a 10,9 milhões de registros.

Em Mateus Leme, foram registrados 270 novos MEIs durante o período de janeiro-outubro, enquanto, no mesmo período do ano passado, foram 199 novos microempreendedores. O crescimento é de 35,7%. Já em Juatuba, de janeiro a outubro, 236 pessoas se registraram como microempresários, enquanto em 2019, nos mesmos meses, foram 196. O aumento é de 20,4%.

A formalização foi a alternativa que vários desempregados buscaram para contornar as perdas pela chegada da Covid-19. Em abril, quando ocorreu o maior número de demissões em toda a pandemia, Juatuba registrou um saldo de 285 demissões, enquanto Mateus Leme teve um balanço de 388 desligamentos, como apontam os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregado (CAGED).

O Microempreendedor Individual foi criado em 2008 com a intenção de trazer trabalhadores informais para à legalidade. Atualmente, o MEI garante benefícios trabalhistas, redução e isenção de tributos federais, direito à aposentadoria, auxílio-maternidade e afastamento remunerado por problemas de saúde. Para se tornar um microempreendedor individual, basta fazer o cadastro em portaldoempreendedor.gov.br.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui