Dados do Caged mostram menos demissões em Mateus Leme

0
185

Os reflexos da pandemia na economia ainda estão longe de acabar. Um dos pontos de maior preocupação dos gestores é o fechamento de empresas e demissões. O mês de abril registrou os piores resultados de 2020 na geração de empregos e acendeu o alerta. Entretanto, o mês de maio, apesar de ainda negativo, teve resultados melhores, o que mantém a expectativa de uma crise pós-pandemia menos danosa.

Em Mateus Leme, a diferença no saldo é significativa. O mês de maio fechou com menos 48 vagas, foram 110 demissões e 62 admissões, enquanto abril teve resultado de menos 380. Quem pode ter contribuído para esse balanço mais ameno foram os setores de comércio e serviços, que mantiveram a proporção entre contratações e desligamentos. No total do ano, a cidade teve 1.018 pessoas que perderam seus empregos e outras 652 que ganharam uma chance no mercado de trabalho. Os mais afetados pelas demissões são homens de 30 a 39 anos.

Já em Juatuba, os resultados de maio e abril foram parecidos. O município registrou 261 desligamentos e 38 admissões, fechando o quinto mês de 2020 com menos 223 postos de trabalho. Os setores mais afetados na cidade foram a indústria e o comércio, com 198 e 35 demissões, respectivamente. No ano, o saldo é de menos 416 vagas, sendo 1.016 desempregados e 600 admitidos. Quem mais sofreu com os cortes de pessoas em Juatuba também foram os homens, mas nesse caso os mais jovens, de 18 a 24 anos. Curiosamente, as vagas para adolescentes até 17 anos têm saldo positivo nos dois municípios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui