Homem que estuprou adolescente em Juatuba é morto em confronto com a PM

0
472

Werderson Henrique Soares, de 29 anos, conhecido como Ben 10, era procurado após participar de um roubo, que deixou uma família inteira refém, e estuprar uma jovem, de 17 anos. Durante confronto com a Polícia Militar o suspeito morreu, na casa onde se escondeu nos últimos dias, no bairro Boa Vista, em Belo Horizonte.

De acordo com a PM, ele e os outros participantes da ação são membros de uma grande organização criminosa, com o primeiro suspeito, Flávio Goulart, de 18 anos, tendo sido preso na última quarta-feira, 11, pela guarnição. Já o terceiro envolvido, Guilherme Henrique Ribeiro dos Santos, de 21 anos, foi preso na quinta-feira, 12, e informou o paradeiro do líder do grupo. Outro integrante, Cristian Stephen Machado dos Reis, de 27 anos, também foi preso por resistência ao tentar impedir que os policiais entrassem na casa onde estava Ben 10.

Segundo a guarnição, ao ser abordado, Wenderson apontou uma arma contra os militares, que entraram no confronto e alvejaram o suspeito. Ben 10 chegou a ser socorrido, mas morreu na UPA Leste. O homem tem vasta passagem pela polícia, incluindo por homicídio e tráfico de drogas.

O crime

Há duas semanas, uma família preparava para jantar, ao todo, estavam cinco pessoas na casa, incluindo uma criança de dois anos, tudo ocorria bem até que três homens armados invadiram a residência e ameaçaram todos que estavam ali. “A janta estava quentinha quando eles chegaram. Só acreditei quando vi minha mãe chorando. Eles começaram a revirar a casa e colocaram todos deitados no chão. Os ladrões ficavam com as armas o tempo todo apontadas para a gente, chutava meu padrasto e queriam saber onde estavam as coisas de valor”, conta uma das vítimas para um meio de comunicação.

Segundo a jovem, os homens ameaçaram matar a criança por “olhar muito para eles” e que a adolescente, de 16 anos, filha de seu padrasto, não mora em Juatuba e estava só visitando o pai no final de semana. “Queriam mais coisas, mas a gente não tinha, nossa casa é humilde. Aí eles falaram com o meu padrasto que a filha dele ia pagar. Foi quando ela foi retirada do banheiro e levada para o quarto onde foi estuprada. A gente não escutou muita coisa, ela chorava baixinho. Só o escutamos limpando as partes íntimas na pia da cozinha depois”, relata. Além do crime, o trio ainda roubou celulares, R$ 800 e outros pertences da família.

Um dos comparsas, Flávio Goulart, explica que Ben 10 o procurou dizendo que poderiam pegar sete celulares na casa das vítimas, ao chegarem ao local, ele foi o responsável por pular a janela com uma submetralhadora e render os moradores para a entrada dos comparsas.

O jovem chegou a ver quando Ben 10 pegou a garota no banheiro e, com a submetralhadora nas mãos, a levou para um dos quartos. A dupla do roubo saiu com vários produtos, enquanto o homem permaneceu na casa por mais de 30 minutos. Aos comparsas, Ben 10 teria dito que a demora seria por procurar mais materiais para levar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui