Mateus Leme comemora 82 anos de emancipação política sem festa

0
27

Há 82 anos, em 17 de dezembro, era oficializada a emancipação política do município de Mateus Leme. Terra de gente trabalhadora, de flores, plantações e de caminhos. Com seu povoado fundado pelo bandeirante Mateus Leme, o município tem sua história enraizada à de Minas Gerais.

Durante muitos anos, o povo mateus-lemense lutou por independência. O então povoado pertenceu a Itatiaiuçu, Pará de Minas, Sabará, Pintagui, Bonfim… a estrada até 1938 foi longa e ainda não terminou. Com seus mais de 300 mil km² de extensão, os mais de 31 mil habitantes dessa terra ainda clamam pelo desenvolvimento. A passos lentos, significativos e cheios de obstáculos, Mateus Leme vai se esparramando, criando estradas, novas chegadas, abrindo as portas para gente de todo lugar, que vem em busca de sossego e trabalho.

Em 2020, é difícil que alguém pense em muitos motivos para comemorar. Talvez a vida seja o principal deles e com ela vem tudo aquilo que alimenta o homem. Neste ano, apesar do susto da pandemia, Mateus Leme gerou empregos e encerra este ciclo com saldo positivo na criação de vagas. Foi um dos únicos municípios a criar um hospital de campanha na região, pois a saúde precisou ser o foco. Adiou suas comemorações, mas até aqui conseguiu preservar seu povo. Não é que tudo seja flores, mas é preciso esperança.

No ano em que Praça da Matriz não estará iluminada e não vai ter show, nem festa, os bons desejos e atitudes são o melhor presente para a cidade. Pensando nisso, fizemos uma pergunta simples à alguns mateus-lemenses: qual presente você gostaria de dar para Mateus Leme neste aniversário?

Desejo a Mateus Leme sempre recordar suas memórias. Há muitas delas que nos fazem dar continuidade ao que as gerações passadas nos deram e não esquecer das nossas origens, de onde viemos. A Festa de Sto. Antônio e São Sebastião, a Festa de Junho, a Cavalhada… sempre recordadas – trazidas ao coração! Celebramos esses 82 anos de memória com lembranças de tantos rostos, mãos, palavras e gestos que construíram essa bela história. (Padre Daniel – Paróquia de Santo Antônio)

Nesta data, gostaria de dar a Mateus leme apenas a conscientização das pessoas e mais amor ao próximo, respeitando sempre as diferenças de cada um. (Marya Fernanda – estudante)

Presente não, um desejo: que Mateus Leme continue sendo essa cidade acolhedora que, apesar de estar na região metropolitana, ainda preserva muitas características de cidade do interior. (Francisco Vasconcelos – Aciaps)

Mateus leme, uma cidade acolhedora, queria muita dar de presente a vacina contra a Covid-19 para toda população da cidade, trazendo mais saúde e tranquilidade para o nosso dia a dia. (Hugo Leonardo – supervisor de condomínio)

Gostaria de proporcionar mais segurança a todos, redução da criminalidade, maior proteção às vítimas crianças, adolescentes e idosos, redução da marginalidade, um ambiente saudável às famílias e de proteção aos animais. (Dra. Lígia Barbieri Mantovani – delegada)

Quero que em 2021 Mateus Leme seja um município em que todos os seus habitantes possam ter antes de tudo a garantia à vida, com saúde e livres da doença e da pandemia, para que volte a reinar a paz e a alegria em nossas vidas!! Feliz Natal!! Um abraço no coração de todos e todas. (Irene de Oliveira – vereadora eleita)

Nessa data tão especial, daria como presente para Mateus Leme uma gestão competente, justa, igualitária e representativa! (Júlia Coimbra – advogada internacionalista)

Quero agradecer a todos os habitantes de Mateus Leme por terem me acolhido tão bem como médico e cidadão. Em retribuição ao carinho, desejo que todos tenham acesso a uma saúde cada vez melhor, com qualidade e respeito ao usuário, e que tenhamos, o mais breve possível, o controle da pandemia em nosso município. (Pedro Brandão – Médico)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui