Municípios registram piores números desde início da Covid

0
22

A situação não é para brincadeira. Às vésperas das festas de fim de ano, os números da Covid-19 no Brasil são cada vez piores. Com especialistas indicando ainda mais a necessidade de isolamento social, os novos casos da doença em Juatuba e Mateus Leme não param de subir e já ultrapassaram os registros do chamado pico da doença, em julho.

Em Juatuba, já são 619 casos confirmados até a última terça-feira, 15. As notificações de suspeita já somam 3.530, sendo que 1.565 pacientes foram liberados após cumprir isolamento domiciliar. Entre os pacientes com diagnóstico positivo, 533 são considerados curados e 15 pessoas já vieram a óbito com a doença. No total, entre o dia 8 e 15 de dezembro foram 57 novas confirmações da doença na cidade.

Já em Mateus Leme os números seguem o mesmo ritmo preocupante. Desde novembro a cidade deu um salto nos registros de confirmados, já são 617. Foram 60 em sete dias, uma média de 8,57 confirmações por dia. As notificações também não param de crescer, no total já foram 4.124 suspeitas de contágio pela Covid-19 no município. Conforme o último boletim publicado na quarta-feira, 16, quatro pacientes ainda estavam internados. Os recuperados são 550 e 19 pessoas já perderam a vida em decorrência da doença.

 Vereadora eleita é mais uma vítima

Entre as vítimas fatais da Covid-19 em Mateus Leme está a vereadora eleita Renata Mendes Lopes. A notícia de sua morte causou grande tristeza aos mateus-lemenses, uma vez que a assistente social tinha uma carreira de trabalho em diversas instituições do município. Aos 43 anos, Renata tinha sido eleita pela primeira vez para o Legislativo municipal, após tentar por duas vezes em eleições passadas.

Formada em Letras e Assistência Social, trabalhou por anos no Núcleo Ampliado de Saúde da Família (Nasf) e na Apae de Mateus Leme. Ao entrar para a política, desejava ampliar o acesso aos direitos de todos aqueles que atendeu ao longo dos anos. Renata deixa marido e um filho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui