Posto de Saúde do Centro é interditado em Juatuba, mas servidora diz que é “picuinha” política

0
109

Inaugurado em 2015, o Posto de Saúde do centro de Juatuba, está interditado. A construção apresentou vazamento de água devido ao grande volume de chuvas nos últimos dias e, de acordo com a Prefeitura, há falhas de estrutura física da edificação.

Segundo comunicado oficial, o aumento do volume de água devido às fortes chuvas, contribuiu para que os problemas do prédio se agravassem e os pacientes estão sendo atendidos em um posto provisório, até que a situação da unidade seja normalizada.

Uma funcionária, que não quis se identificar, relatou que não havia necessidade de retirar toda a equipe, uma vez que “o vazamento aconteceu em apenas uma parte da construção” e foi apenas quando a chuva ficou muito forte. “Estava molhando só o lado de baixo, porque choveu muito, mas não estava molhando equipamentos e nem havia risco de alagamento”, conta.

Após a retirada dos funcionários, as calhas foram retiradas assim como as claraboias, conforme relatos de alguns servidores. “Agora, eles já estão recolocando as calhas, mas o que aconteceu foi que eles as retiraram, do mesmo modo que tiraram as claraboias e deixaram tudo aberto. Por isto, o local foi inundado. Isto é briga política, porque tem muita gente falando que a culpa foi da gestão passada que fez um prédio mau feito. Mas, eu sei de fato o que aconteceu. Se tivessem jogado uma lona por cima e esperado aparecer o sol, o local não teria sido alagado”, relata.

A funcionária ainda conta que os móveis continuaram no local, molhando, o que pode acarretar perda dos equipamentos. “Levamos apenas o essencial, uma maca para atendimento, duas mesas e cadeiras. Não temos um bebedouro, uma máquina de café e, se quisermos tomar uma água ou comer, temos que ir à Policlínica”, revela.

O local improvisado é em uma casa emprestada, mas, em seguida, o posto será transferido para a antiga sede, na casa amarela. “Dizem que na semana que vem já iremos para a Casa Amarela, porque eles estão olhando para alugar lá, por isso, acho que não voltamos para a sede do posto tão cedo, devem reformar lá, porque é ano político, então vão tentar usar de tudo”, afirma.

A servidora salienta que os pacientes estão reclamando das condições do local improvisado. “Quem é cadeirante sofre ainda mais pois, a casa não tem acessibilidade e, é cheia de escadas. Não está fácil fazer atendimento nesta situação e a solução é encaminhar tudo para a policlínica”, finaliza.

O JORNAL DE JUATUBA E MATEUS LEME entrou em contato com a Prefeitura de Juatuba, todavia, mais uma vez, até o fechamento desta edição, não houve retorno sobre a mudança do posto de saúde do atual local onde funciona.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui