Prefeitura de Juatuba afirma que sede da Escola Elza de Oliveira não será demolida

0
214

A Prefeitura de Juatuba enviou nesta semana um ofício informando ao Legislativo sobre o andamento do processo que envolve o prédio construído para abrigar a Escola Municipal Elza de Oliveira Saraiva. Os vereadores haviam questionado a administração sobre o que seria feito com a obra, tão aguardada pelos alunos da instituição. Conforme afirmado pelo Executivo, o prédio não será demolido.

Desde 2012, a Escola Municipal Elza de Oliveira Saraiva funcionou em vários lugares, buscando um espaço apropriado para suas atividades. O drama da instituição começou em 2011, quando foi conseguida a ordem de serviço para a construção da sede da instituição, com o objetivo de diminuir o gasto com aluguel e ampliar o número de vagas. A obra custou R$ 1 milhão à Juatuba e, apenas seis meses após a entrega, em 2012, foi interditada pelo Corpo de Bombeiros. Na época, a Prefeitura chegou a gastar mais R$ 40 mil em reparos, na tentativa de conseguir voltar com a instituição para o local. No entanto, o Ministério Público de Minas Gerais recomendou a demolição do prédio.

O imóvel construído na Rua José Monteiro, no Centro, tem um pavimento e permaneceu abandonado durante esses anos até que uma decisão fosse tomada sobre seu destino. Conforme comunicado da Prefeitura, em maio do ano passado, foi designado pelo MPMG que fosse realizada perícia judicial na edificação para determinar a necessidade de demolição ou não. A visita foi feita entre os meses de setembro e outubro por um perito especializado. Em dezembro, foi emitido parecer que atestou não haver necessidade de destruir o imóvel, sendo necessário apenas reparos.

Em fevereiro deste ano, outro perito foi designado para acompanhar a elaboração dos projetos de reparos e reforma da sede da escola. Em maio, a elaboração do plano foi concluída e no dia 2 deste mês ele foi enviado para avaliação do Ministério Público. A administração municipal afirmou que assim que for autorizada, iniciará o processo de reforma para, finalmente, oferecer uma escola de verdade para os alunos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui