Secretário confirma limpeza urbana mais cara

0
105

Após polêmica com a Limpeza Pública, secretário confirma que novo contrato  “ficou mais caro”

O assunto limpeza urbana foi tema de diversas reportagens do JORNAL DE JUATUBA E MATEUS LEME com destaque para a ineficiência da prestação de serviços e a dificuldade dos funcionários da empresa Arbor em decorrência do atraso de salários. Assim que a nova administração assumiu, o contrato com a empresa foi revogado e um contrato emergencial foi assinado com a Vialix.

De posse dos contratos da Vialix e da Arbor, além da publicação do Diário Oficial do Município, a reportagem mostrou que a nova empresa custará aos cofres da cidade 37,95% a mais que a anterior. A Arbor recebia anualmente R$ 2.500.000,00, enquanto a Vialix, em apenas seis meses, receberá R$ 2.014,821,96.

A reportagem foi questionada pelo Prefeito Adônis através das redes sociais e o gestor chegou a desmentir que a limpeza pública havia ficado mais cara. Porém, em sua fala na Câmara, o secretário da Fazenda e Governo de Juatuba, Marco Antônio Guimarães Diniz, admitiu que o contrato atual é realmente mais oneroso que o anterior.

“Quando chegamos na secretaria havia duas pastas de reclamações de serviços não cumpridos pela Arbor. Encerramos a prestação de serviços e assinamos contrato com uma empresa, mais cara, porém mais robusto. Inclusive, vamos fazer uma nova licitação porque foi um contrato emergencial”, admitiu o secretário.

Segundo ele, a Prefeitura está respondendo vários processos porque a Arbor não pagou os salários dos servidores e a administração foi notificada recentemente pela Oxi Gás que está cobrando R$ 170 mil do Município pelo recolhimento de lixo hospitalar. O secretário disse que o dinheiro foi pagao à Arbor que não repassou à Oxi Gás.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui