Sem aumento real, salário mínimo sobe para R$1.100

0
37

Estabelecido pelo Governo Federal, o salário mínimo no ano de 2021 será de R$ 1.100, reajuste de 5,26 % em relação aos vencimentos pagos em 2020, no valor de R$ 1.045. A Constituição determina que o salário mínimo tem que ser corrigido, ao menos, pela variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior para que não haja perda de poder de compra. Entretanto, não foi isso que aconteceu.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o INPC acumulou alta de 5,45% em 2020, ou seja, taxa superior ao aumento do salário mínimo. Para que não houvesse a perda mencionada, era preciso reajustar o salário para, pelo menos, R$ 1.101,95.

A política da área econômica para o salário mínimo prevê a correção do salário mínimo apenas pela inflação, com base na estimativa do INPC, ou seja, sem “ganho real”. Esse formato já foi adotado no ano passado, o primeiro da gestão do presidente Jair Bolsonaro, quando reajustou o salário mínimo somente com base na inflação de 2019. Com isso, o governo mudou a política de aumentos reais acima da inflação proposta pela presidente Dilma Rousseff e aprovada pelo Congresso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui