Serra do Elefante é patrimônio ecológico da Região Metropolitana

0
28

Nessa semana, o JORNAL DE JUATUBA E MATEUS LEME traz a Serra do Elefante e sua importância Cultural, econômica, histórica, religiosa e turística para o Município e região. O ecoturismo, cada vez mais popular no país, é uma ferramenta para fomentar e preservar sua paisagem natural da Serra que se destaca no cenário da região. A divisa dos municípios de Juatuba e Mateus Leme passa no topo da Serra, de forma que metade está localizada em Mateus Leme e a outra metade, em Juatuba.

O que a torna diferente, além de seu contexto físico, é a importância histórica cultural e socioeconômica que ela tem para Mateus Leme e sua biodiversidade. Assim como muitos municípios de Minas, a cidade foi criada em função da atividade de mineração que aconteceu no século XVII e XVII. “É um ponto de muito orgulho, que faz parte da alma de todos mateus-lemenses, por ser bastante imponente e por ter esse histórico que culminou com o surgimento do município”, explica Cleide Nilza Cândido, presidente da Associação Amigos da Serra do Elefante.

Ecoturismo

A Serra do Elefante apresenta diversas potencialidades para o ecoturismo que desenvolvidas, podem gerar um grande retorno para a cidade. Atualmente, as áreas de proteção são atrações turísticas e a Serra do Elefante, por estar perto da capital e do centro urbano, possibilita uma grande migração de pessoas em busca de lazer e passeios. A serra também apresenta grande funcionalidade esportiva, que já acontece no local, mas sem fiscalização, como o ciclismo, os voos livres e trekkings, por trilhas e caminhadas. “São muitas formas de esporte que podem ser exploradas, desde que ela tenha uma estrutura, não só física, mas legal. Estas práticas precisam ser incentivadas para que sejam desenvolvidas de forma segura para o participante e também para a serra, na questão da preservação de sua fauna e flora”, esclarece Cleide.

A presidente da Associação acredita que é preciso proteger de forma mais efetiva o local para depois iniciar o ecoturismo exploratório. “Estamos sempre orientando que se preserve a área para que ela se torne um produto turístico. Hoje, você pode subir a serra sem orientação e fiscalização e isso é um grande risco para a preservação do local”, explica.

Importância

A Serra do Elefante apresenta três biomas: a Mata Atlântica, o cerrado e vegetação campestre. Com flora variada, é possível encontrar todas as espécies que representam o cerrado, incluindo uma espécie de árvore em extinção, a Faveiro de Wilson, que faz parte de um plano nacional de proteção.

Na fauna, a serra tem espécies que, em sua maioria, estão ilhadas, como os lobos guarás, os veados campeiros, Guaratinga, macacos e várias outras espécies.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui