Verão combina com prevenção ao câncer de pele

0
174

Em Mateus Leme são nove pessoas diagnosticadas com a doença

Oficialmente, o verão acaba dia 20 de março, mas os cuidados com a exposição ao Sol devem ser constantes, especialmente nesta época do ano, quando os dias são mais longos e a incidência dos raios solares é mais concentrada.

O câncer de pele é o mais predominante do país, representando, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), mais de 90% dos casos de câncer. Em Mateus Leme, segundo a Secretaria de Saúde, foram diagnosticados nove casos, mas o número pode ser ainda maior, uma vez que a maioria dos casos é de carcinoma de células escamosas, que é um câncer de pele menos agressivo que o melanoma, em que o próprio dermatologista faz o tratamento, não sendo necessário o encaminhamento.

“Principalmente nessa época do ano, durante as férias e com as altas temperaturas, é essencial alguns cuidados, como o uso de protetor solar, evitar exposição ao sol em determinados horários e a ingestão de muito líquido”, afirma o secretário de saúde, Rafael Augusto.

Além da exposição crônica ao Sol, o desenvolvimento do câncer de pele também está associado a câmeras de bronzeamento artificial e acomete com maior frequência pessoas com mais de 50 anos, de pele e olhos claros.

Cuidados, prevenção e tratamentos

A radiação ultravioleta é a principal responsável pelo desenvolvimento de tumores cutâneos, e a maioria dos casos está associada à exposição excessiva ao sol ou ao uso de câmaras de bronzeamento.

Apesar da incidência elevada, o câncer de pele tem baixa mortalidade e pode ser curado com facilidade, se detectado precocemente. Por isso, examine regularmente sua pele e procure imediatamente um dermatologista caso perceba pintas ou sinais suspeitos.

Entre as prevenções, está a redução a exposição solar, alimentação adequada, uso de protetor solar com fator mínimo de 30, evitar exposição ao sol entre as 10 e às 16h, quando o sol está mais forte e realização de exames anuais.

O câncer de pele pode ter muitas aparências, desde pequenos, brilhantes e lisos até escamoso, áspero, firme e avermelhado, com crosta ou sangramento e ainda possuir outros aspectos. Portanto, qualquer suspeita deve ser examinada por um médico. A remoção cirúrgica do câncer é muito comum, mas cada tipo exige uma abordagem de tratamento diferente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui