Vereadores querem laudo da interdição do Posto de Saúde

0
83

Na última edição, o JORNAL DE JUATUBA E MATEUS LEME trouxe a denúncia de uma servidora que afirmou que a interdição do Posto de Saúde do centro era “picuinha” política. A construção inaugurada em 2015, foi interditada por apresentar vazamento de água devido ao grande volume de chuvas e, de acordo com a Prefeitura, porque foram verificadas falhas na estrutura física da edificação.

Em nota, a administração destacou que as fortes chuvas, contribuíram para que os problemas do prédio se agravassem e anunciou que os pacientes que procuram a unidade de saúde, seriam atendidos em posto provisório, em uma casa emprestada, até que o posto seja transferido para a antiga sede, na casa amarela.

Em contraponto ao que afirmou a nota da prefeitura, uma servidora da saúde disse que “o vazamento aconteceu em apenas uma parte da construção” e foi apenas em decorrência da chuva forte. Segundo ela, não havia necessidade de retirar a equipe e nem equipamentos do local, porque nunca houve risco de alagamento.

Os vereadores visitaram o local e, após terem conhecimento da nota relatando falhas estruturais na construção, pediram que a Prefeitura informe quem emitiu o laudo para a interdição do imóvel. Os parlamentares querem saber ainda se houve notificação à empresa que construiu o prédio e se o mesmo ainda está em garantia, uma vez que a obra foi feita em 2015.

Os parlamentares confirmaram a denúncia da servidora de que a construção está sem calhas e que modificações foram feitas no telhado. Eles ainda destacaram que vão investigar quem retirou as calhas, afastou as viseiras, se já foi aberta sindicância sobre a situação do imóvel, além de pedir cópias da vistoria, do contrato da obra e do termo de entrega do imóvel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui